Operação nacional contra pedofilia cumpre mandados e busca por suspeitos em Maceió

Operação nacional contra pedofilia cumpre mandados e busca por suspeitos em Maceió

Coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública, a Operação Luz da Infância 2 cumpre mais de 500 mandados de busca, apreensão e prisão nos 24 Estados e no Distrito Federal na manhã desta quinta-feira, 17. A ação de combate à pornografia infantil reúne 2,6 mil policiais civis. Há informações de que pedófilos já foram presos pela Polícia Civil de Goiás.

"Trabalhamos com peritos criminais que estão fazendo a perícia 'in loco'. Encontrando material pornográfico infantil compartilhado e guardado em dispositivos informáticos, eles serão presos em flagrante, sem direito a fiança", pontua o chefe de polícia, Joselito do Amaral.

As investigações para apurar o crime tiveram início no mês de março deste ano e estão sendo conduzidas pelos delegados Darlson Macedo, gestor da DPCA, e Thaís Galba. A polícia chegou até os suspeitos após a identificação dos IPs dos dispositivos utilizados para o compartilhamento na internet. Está sendo feita uma triagem. Na ocasião, 112 pessoas foram presas em todo país. Um deles foi encontrado no Maracanã, na Zona Norte, com imagens de crianças. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças - meninas ou meninos - do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade, de acordo com a OMS.

No Piauí, a ação é coordenada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e contra com a participação de policiais do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), da Diretoria de Inteligência da SSP-PI, da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, da Delegacia da Mulher Sul, Delegacia de Entorpecentes e Delegacia de Meio Ambiente.