Sertanejo Eduardo Costa é investigado por fraude milionária

Sertanejo Eduardo Costa é investigado por fraude milionária

De acordo com a matéria do jornal do SBT Brasil, da emissora SBT/Alterosa, o cantor sertanejo Eduardo Costa, que tem 38 anos de idade, está sendo investigado pela polícia por suspeita de estelionato. A denúncia, feita pelo SBT Brasil, mostrou que motivo seria uma negociação imobiliária.

O cantor adquiriu um imóvel na região da Pampulha, em Belo Horizonte, por R$ 9 milhões.

O restante teria sido pago com bens de luxo do sertanejo, como um barco, um carro de luxo e uma outra mansão do cantor.

No entanto, o outro imóvel que entrou na negociação do cantor é avaliado em R$ 6 milhões e vem sendo investigada desde 2013 pelo Ministério Público.

Em 2017, a Justiça Federal de Minas Gerais já havia decidido que parte do terreno da casa de Eduardo Costa em Capitólio deveria ser entregue à Furnas Centrais Elétricas S/A. Além disso, a decisão incluía a demolição de parte do imóvel, incluindo as suítes localizadas no térreo e uma piscina que fica no segundo andar.

Ainda segundo a reportagem, Eduardo Costa cometeu estelionato por esconder informações ao novo dono da mansão. Os novos donos do imóvel pedem a anulação do contrato e mais R$ 10 mil por danos morais.

A assessoria de imprensa do cantor, disse em nota que "as acusações são injustificadas, falaciosas, e que os fatos ainda não foram esclarecidos". Eduardo ainda não foi contatado pela polícia, mas deverá ser notificado em breve.