Facebook irá criar seus próprios chips

Construindo seus próprios chips, o Facebook se uniria às demais empresas de tecnologia que vêm optando por não mais depender de fabricantes como Intel e Qualcomm.

A noticia está a ser avançada pela Bloomberg, que acrescenta que plano está ainda num estado inicial. Em 2010, a Apple começou a distribuir chips produzidos pela própria tecnológica, utilizando-os agora nas suas principais linhas de produtos.

Parece que o Facebook está a começar o desenvolvimento dos seus próprios processadores, para uso nos seus aparelhos e servidores. Podendo ainda melhorar produtos e dispositivos através de chips personalizados.

É provável que estes chips, 'made by Facebook', sejam concebidos a pensar nos seus servidores para melhorias das capacidades IA, que são actualmente potenciados por soluções Nvidia. Mas também é possível que a companhia use os processadores em dispositivos para consumidores finais - segundo rumores, o Facebook planeja uma caixa de som inteligente com função de chamadas de vídeo. Apesar de ainda não ser conhecido onde vão ser usados, o investigador do Facebook, Yann LeCun, publicou no Twitter, quarta-feira passada, 18 de Abril, um pedido de candidatos interessados em projectar chips para inteligência artificial nas instalações do Facebook, na Califórnia. Zuckerberg afirmou recentemente que a inteligência artificial será muito relevante no futuro do Facebook, tendo o poder para detectar conteúdo inapropriado partilhado pelos utilizadores da rede social no combate às notícias falsas e mensagens de abuso. O desenvolvimento de um chip próprio pode ajudar o Facebook a alcançar esse objetivo. Citando fontes próximas da empresa de Tim Cook, a Bloomberg refere que a mudança poderá ocorrer já em 2020.

A confirmar-se, este será um rude golpe para a Intel, que fornece os chips para a Apple desde 2005.