Starbucks Brasil é vendida para fundo de investimento

Starbucks Brasil é vendida para fundo de investimento

As fontes do jornal afirmam que parte do valor do negócio será pago no fechamento do acordo e o restante nos anos seguintes.

A rede de cafeterias Starbucks anunciou na última segunda-feira que vendeu suas operações no Brasil ao fundo de investimentos SouthRock. Pelo acordo, a companhia terá o direito de usar a marca e de comandar a expansão da rede de cafeterias daqui em diante, em um momento em que a empresa se prepara para expandir sua área de atuação para além de São Paulo e Rio de Janeiro.

O CEO da SouthRock, Ken Pope, fundou a empresa em 2015, após deixar o cargo de diretor na Laço Management, sócia da St. Marche Supermercados, Eataly Brasil, The Fifties: Traditional Burger, China-in-Box e Gendai. Atualmente, a Starbucks tem 1.450 funcionários no Brasil.Com o negócio, a Starbucks passa a licenciar todos os negócios na América Latina.

A Starbucks chegou ao Brasil em 2006 e construiu uma rede com 113 unidades em 17 cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. Os acordos de licenciamento da Brazil Airport Restaurants incluem Starbucks e TGI Friday's, entre outras marcas internacionais. Dessa forma, a rede passa a operar por meio de um parceiro licenciado no país, assim como acontece com outros países da América Latina e Caribe. A empresa hoje está presente em 17 nações da região e planeja iniciar uma operação no Uruguai no País ainda este ano. "A combinação certa de modelos de propriedade - empresa de propriedade, licenciada ou joint venture - nos permitiu permanecer focados em nossas maiores oportunidades à medida que aceleramos o crescimento em todo o mundo", diz.