Caixa divulga posicionamento sobre pagamento de faturas da Copel

Caixa divulga posicionamento sobre pagamento de faturas da Copel

A partir desta terça-feira (13), as casas lotéricas de todo o Paraná deixam de receber os pagamentos de contas de luz. De acordo com a companhia, a Caixa Econômica Federal rescindiu, unilateralmente, o convênio que mantinha com a empresa para pagamento das faturas de energia nas casas lotéricas.

A Copel informou que está recorrendo da decisão do banco na Justiça. Os bancos Bradesco, Caixa, Itaú, Mercantil, Santander e Sicoob assinaram o contrato aceitando o valor proposto.

O contrato entre Copel e Caixa Econômica Federal foi renovado em janeiro, reajustado com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), conforme previsto em cláusula contratual, e tinha vigência até janeiro de 2019. A companhia informou que as empresas normalmente pagam uma taxa por fatura para que os bancos aceitem o pagamento. Em fevereiro, no entanto, a Caixa reivindicou um reajuste de 47% nesta tarifa.

Para a Copel analisar este aumento na taxa exigido pela Caixa Econômica é essencial que o banco forneça documentos que comprovem esta necessidade.

A data foi prorrogada após reunião entre o diretor presidente do DMAE, Antônio Roberto Menezes, o gerente administrativo financeiro, Maurício Kato, o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Jumar Neves, e também o gerente geral da agência em Poços de Caldas, Milson José Bueno. Assim, visando a defesa dos seus clientes, a Copel está adotando as medidas possíveis para resolver este impasse. Ainda é possível efetuar o pagamento da fatura pelo internet banking de cada instituição financeira, pelos aplicativos dos bancos para smartphones, autorizar o débito automático, nas agências bancárias ou ainda em mercados, farmácias e grandes lojas varejistas credenciados pela Copel para prestarem esse serviço. Nas redes sociais, a Copel divulgou a lista completa dos pontos para o pagamento.

Assim sendo, em respeito à população paranaense, a Caixa torna pública a interrupção da prestação do serviço de arrecadação das faturas da Copel por meio dos Canais Lotéricos e de seus Correspondentes Bancários, em razão da inviabilidade econômica da sua manutenção.