Aneel aprova reajuste na conta de luz de clientes da CPFL

Aneel aprova reajuste na conta de luz de clientes da CPFL

Ao toto, cerca de 3,9 milhões de unidades consumidoras na cidade do Rio de Janeiro são atendidas pela Light, fora outros 31 municípios do Estado.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (13), durante reunião pública, reajuste nas tarifas dos consumidores atendidos por duas empresas que são responsáveis pelo fornecimento do serviço no Estado do Rio.

Segundo a Aneel, a revisão tarifária está prevista nos contratos de concessão e tem por objetivo obter o equilíbrio das tarifas com base na remuneração dos investimentos das empresas voltados para a prestação dos serviços de distribuição e a cobertura de despesas efetivamente reconhecidas pela Aneel.

A tarifa residencial e de pequenos comércios (classe de baixa tensão) será elevada em 9,09%.

De acordo com o relator do processo, Tiago Correa, os encargos setoriais, subsídios pagos na conta de luz, foram responsáveis por 2,43 pontos porcentuais da alta de 10,36%. O dinheiro é usado pelo governo para bancar programas como o Luz Para Todos, diminuir o valor das contas para famílias de baixa renda e para comprar combustível para gerar energia em regiões isoladas do país (como Amazônia).

O custo de transmissão teve impacto de 1,38 ponto porcentual.

A outra metade do reajuste proposto diz respeito a componentes financeiros, que, embora elevados, têm efeito de um ano.

Os aumentos estão bem acima da inflação brasileira, que fechou, ano passado, em 2,95%. "Então, se conseguirmos colocar algo mais próximo do real na parcela A, conseguiremos mais estabilidade na tarifa, que é o desejado". Os valores médios da distribuidora serão aumentados em 21%. Os índices finais serão aplicados em 28 de maio.