VÍDEO: programa da TVE faz homenagem a Wilson Barbosa Martins

VÍDEO: programa da TVE faz homenagem a Wilson Barbosa Martins

Morreu, no início da manhã de terça-feira de Carnaval (13), em sua casa, no centro de Campo Grande, aos 100 anos de idade, o ex-governador Wilson Barbosa Martins, que desde 2013, quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC), vinha sofrendo complicações de saúde. Ele estava sob cuidados médicos em casa.

Cercado por dezenas de coroas de flores enviadas pelos Poderes constituídos, instituições, amigos e admiradores, o corpo de Wilson Barbosa Martins chegou ao local do velório às 15h. Os familiares confirmaram a informação à imprensa, apesar de ainda não ter sido divulgado um comunicado oficial. A notícia foi confirmada pela sua filha, Thais Martins sendo que ele informou que estava em sua residência quando aconteceu a morte.

Doutor Wilson, como era conhecido, nasceu em Campo Grande, no dia 21 de junho de 1917.

Eleito prefeito de Campo Grande na legenda da UDN em outubro de 1958, assumiu a prefeitura em janeiro do ano seguinte. "Wilson Barbosa Martins se despede agradecendo a Mato Grosso do Sul e à sua gente querida". Desincompatibilizou-se do cargo em maio de 1986 para disputar uma cadeira no Senado nas eleições de novembro próximo, sendo substituído pelo vice Ramez Tebet. Deixando a prefeitura em janeiro de 1963, ocupou a cadeira na Câmara dos Deputados em fevereiro seguinte.

Em 1982 retornou à cena política elegendo-se governador do Estado, o primeiro eleito pelo voto direto para governar Mato Grosso do Sul. Eleito senador, passou a fazer parte da Comissão de Sistematização da Assembleia Nacional Constituinte.

No primeiro mandato de governador, Wilson Martins atuou para concretizar o projeto de ligação da então jovem capital sul-mato-grossense com os demais municípios do Estado, com a pavimentação de 2,5 mil quilômetros de rodovias - as BRs 163, entre Dourados e a divisa com Guaíra (PR) e 262, entre Três Lagoas e Corumbá. Wilson Martins passou o governo para Zeca do PT em 1º de janeiro de 1999.