Santo André registra primeira morte suspeita por febre amarela no Grande ABC

Um homem de 56 anos que morreu com suspeita de febre amarela pode ter contraído a doença em Dourados, que fica a 225 quilômetros de Campo Grande. Morador da Vila Alto de Santo André, Silva veio a óbito no domingo enquanto estava internado no Hospital Bartira.

Antes de procurar o hospital, o pedreiro foi atendido na UPA Centro com dores nas costas, vômito, febre e mal estar. Foram colhidas amostras de sangue para fazer exames. A Prefeitura de Santo André diz que a causa da morte foi informada como infarto agudo no miocárdio e que o paciente apresentava sintomas condizentes com os da febre amarela. A administração do hospital notificou o caso ao Centro de Vigilância Epidemiológica da cidade. Resultados de exames realizados, que devem ficar prontos entre 15 e 30 dias, devem confirmar ou descartar o diagnóstico.

A secretaria de Saúde de Dourados informou ainda que a vacinação está ocorrendo normalmente nos Postos de Saúde para aquelas pessoas que ainda não são vacinadas ou que estão com a carteira de vacina desatualizada e irão viajar para regiões endêmicas ou com risco de febre amarela.