Pegar estrada após festas de Carnaval aumenta risco de acidente — PM alerta

Pegar estrada após festas de Carnaval aumenta risco de acidente — PM alerta

O balanço preliminar da Operação Carnaval, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), aponta que o número de acidentes em rodovias federais caiu durante o carnaval, em relação ao ano passado. Segundo a PRF, não houve acidentes com morte nas rodovias, porém, uma pessoa morreu depois de ser socorrida. No carnaval de 2017 foram 697, contra 493 este ano.

Uma das mortes registradas foi a da cantora Cinthia Savini, de 22 anos, em um acidente na BR-364, em Pedra Preta, a 243 km da capital.

Segundo o balanço parcial da PRF, as equipes de fiscalização abordaram um total de 144 mil veículos até às 0h dessa terça-feira (13) para verificar condutas irregulares. No Cinema Rodoviário motoristas são convidados para uma sessão, onde recebem orientações sobre condutas e principais causas de acidentes.

Durante o patrulhamento, 1.544 motoristas fizeram o teste do etilômetro (conhecido como bafômetro) até a noite de ontem.

Motorista flagrado sob efeito de álcool está sujeito a multa no valor de R$ 2.934,70, suspensão do direito de dirigir e prisão. A PRF alerta aos motoristas para que fiquem atentos na volta pra casa: lembrar dos itens de segurança, como cintos e cadeirinhas, respeitar a velocidade das vias, não fazer ultrapassagens indevidas e jamais ingerir bebida alcoólica antes de pegar o volante.

Revisão preventiva - Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Elas não foram colocadas naquele ponto da estrada sem motivo. O sono e o cansaço são grandes inimigos de uma viagem segura. A Central de Informações Operacionais (CIOP) funciona 24 horas por dia e atende emergências pelo telefone 191.