Autor de "Por Treze Razões" acusado de assédio sexual — Jay Asher

Autor de

Jay Asher, autor do best-seller "Os 13 Porquês", foi expulso de uma organização proeminente de escritores após sofrer acusações de assédio sexual. O escritor foi expulso por violar o código de assédio da comunidade.

A decisão terá sido tomada no final de 2017, mas só agora o caso foi levado a público.

Um representante da Netflix disse que Jay Asher não se envolveu no processo criativo da segunda temporada de 13 Reasons Why e que, por isso, a série não será afetada com as alegações de forma alguma.

Inspirada nos livros de Jay Asher, "Por Treze Razões" acompanha a história do adolescente Clay Jensen, personagem interpretada por Dylan Minnette, que ao regressar a casa depois das aulas encontra à sua porta uma misteriosa caixa com o seu nome.

O autor não foi o único a ser alvo de acusações de assédio sexual. Na segunda-feira, 12, a Associação de Escritores de Livros Infantis e Ilustradores disse que Asher foi expulso da organização por reclamações de assédio. Sabe-se que ambos foram afastados, embora não tenham sido revelados detalhes acerca de qualquer um dos casos. "As denúncias contra eles foram investigadas e, como resultado, eles não são mais membros e nem aparecerão em eventos da Sociedade no futuro".

Ao BuzzFeed, Asher negou as acusações e disse que saiu da associação voluntariamente. "É realmente assustador quando você sabe que as pessoas simplesmente não vão acreditar em você", disse Asher e completou, dizendo que, na verdade, ele foi assediado.

A data exata de estreia da segunda temporada de "13 Reasons Why" ainda não foi anunciada, embora se espere que chegue à Netflix no decorrer deste ano.