Costa está a acompanhar consequências do incêndio em Vila Nova da Rainha

Costa está a acompanhar consequências do incêndio em Vila Nova da Rainha

Um incêndio num lar de idosos em Vila Nova da Rainha, concelho de Tondela, provocou pelo menos oito mortes e cerca de 36 feridos.
Várias corporações de bombeiros combateram as chamas.

O primeiro-ministro já falou com o presidente da Câmara de Tondela sobre o incêndio desta noite numa associação em Vila Nova da Rainha, estando a ser accionados "todos os meios", disse à agência Lusa fonte oficial do Governo. Uma salamandra, que garantia o aquecimento do edifício, explodiu e provocou um violento incêndio. As vítimas foram transportadas para os hospitais por três helicópteros do INEM e há uma equipa de psicólogos a prestar apoio aos familiares das vítimas.

De acordo com José António Jesus, a explosão ocorreu numa associação recreativa, que tem instalações com dois pisos. Aos participantes juntaram-se, também, adeptos de futebol para assistir ao jogo de futebol entre Braga-Benfica.

"Há dezenas a serem retirados do local e ainda não conhecemos o número exato, mas há vários feridos com gravidade", disse um bombeiro de Vale de Besteiros. "O incêndio afetou só mesmo o edifício da associação", explicou José António Jesus, admitindo que a evacuação do imóvel "não foi tão rápida quanto desejável".

Aos jornalistas que se encontram no local, Miguel David garantiu que já "não há mais vitimas para evacuar do local" e que os feridos - sobretudo ligeiros - serão agora alvo de uma avaliação mais profunda por parte das equipas hospitalares.

Cerca das 22.30 horas, a Autoridade Nacional de Proteção Civil tinha confirmado a existência de 50 feridos, 14 em situação grave.

Segundo o mesmo responsável, O alerta foi dado às 20h51 e pelas 21h50 o fogo foi dado como extinto.