Não venderemos o controle da Embraer para a Boeing, diz ministro

Não venderemos o controle da Embraer para a Boeing, diz ministro

No final da tarde de sexta-feira (12JAN2018), o ministro Raul Jungmann recebeu em seu gabinete, em Brasília (DF), representantes da empresa BOEING para discutir parcerias da empresa com a EMBRAER. O que eu sei é que está garantido que o governo não cederá o controle acionário da Embraer. Ponto. Garantir o interesse nacional é fundamental. "A partir daí, xenofobia não vale a pena, porque, de repente, a gente perde o bonde da história", disse o ministro. "Garante-se o controle acionário dela e faz alguma associação naquilo que for conveniente e sincronizado com o interesse nacional".

Pelo lado da empresa estiveram presentes Greg Smith, CFO (Chief Financial Officer) e Vice- Ppresidente de desempenho empresarial e estratégico, Travis Sullivan, Vice-Presidente de cooperação estratégica, Ray Conner, presidente comercial, e a presidente da BOEING para América Latina, Donna Hrinak. "Toda parceria é bem-vinda". O encontro tratou do plano de ações integradas para 2018 e terminou com a assinatura de um protocolo de intenções. "E pode perder uma boa oportunidade", afirmou o ministro, sem dar detalhes da parceria.