Livro sobre Trump que tem causado polémica chega em Fevereiro

Livro sobre Trump que tem causado polémica chega em Fevereiro

No livro, o ex-conselheiro de Trump, Steven Bannon, classifica de "um ato de traição" e uma atitude "antipatriótica" as reuniões mantidas entre o filho do presidente, Donald Trump Junior, responsáveis da campanha eleitoral e "um grupo de advogados russos", na Trump Tower em junho de 2016.

A obra de Michael Wolff, Fire and Fury, que mostra o acesso a informação privilegiada em relação ao presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, vai chegar em versão portuguesa às livrarias já no próximo mês de fevereiro. "O fenómeno Trump e o drama, as controvérsias e os escândalos a ele associados têm toldado as suas verdadeiras motivações e objetivos", explica a editora em comunicado enviado às redações.

No próprio dia em que foi lançado, o livro alcançou o topo da lista de vendas da Amazon.

Segundo John Sargent, CEO da Macmillan, empresa-mãe da Holt, as vendas digitais ascendem já a 250 mil exemplares, um número extraordinário para um livro de não-ficção, provavelmente impulsionado pela escassez da edição em papel, enquanto as vendas das versões áudio excederam os 100 mil. De entre as muitas revelações, Michael Wolff garante que Donald Trump nunca acreditou que iria ganhar a corrida à Casa Branca e que a sua equipa não acredita que ele seja capaz de desempenhar o cargo.

Com base nas suas opiniões e entrevistas exclusivas, este "livro explosivo" desconstrói este fenómeno que, até agora, não tinha explicação.

Inicialmente, o lançamento estava previsto para terça-feira, dia 9, mas a Holt decidiu antecipá-lo, para responder à elevada procura e às ameaças de acções judiciais por parte de Donald Trump, que denunciou o livro como ficção.