Governo admite limite de velocidade de 30 km/h nas cidades

Governo admite limite de velocidade de 30 km/h nas cidades

Em declarações à Antena 1, Cabrita considerou "absolutamente inaceitável" o elevado número de atropelamentos, sobretudo nas zonas urbanas, e admite por isso generalizar nestas áreas os limites de velocidade a 30 km/h, como já acontece em alguns bairros. Em entrevista à Antena 1, esta sexta-feira de manhã, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse que a medida poderia ser imposta para diminuir o número de atropelamentos.

Aliás e ainda sobre os motociclos, o novo titular da pasta da Administração Interna critica, segundo refere o Jornal de Notícias, "a dispensa de inspeção que hoje os motociclos têm", devido à inexistência de regulamentação, para uma situação que está há muito prevista na lei e, nomeadamente, no Decreto-Lei n.º133/2012, de 11 de julho. No total estas subiram 12,5%, tendo as mortes por atropelamento sido uma das que disparou no ano passado.

O governo quer ainda tornar obrigatória a carta de condução para quem conduzir motociclos de 125 cm3 de cilindrada, mesmo que tenha já carta de automóvel, e vai repensar os mecanismos de inspecção das motas. Com os condutores de automóveis ligeiros a terem uma substancial responsabilidade nesses números, devido ao facto de não necessitarem de carta de condução específica.