Barril do petróleo Brent abre em queda nesta sexta-feira

Barril do petróleo Brent abre em queda nesta sexta-feira

O barril de petróleo Brent, para entrega em março, fechou esta quinta-feira no mercado de futuros de Londres a 69,26 dólares, mais 0,08% do que no fim da sessão anterior e um novo máximo desde dezembro de 2014.

Ele apontou para a possibilidade de que os EUA voltem a impor sanções ao Irã, depois de suspenderem sua aplicação desde a assinatura do acordo nuclear. No entanto, o barril chegou a ser cotado a US$ 69,37 pela manhã, atingindo o maior valor desde maio de 2015 e ficando próximo dos preços registrados em 2014, pouco antes do colapso do petróleo.

Para o analista Carsten Fritsch, do Commerzbank, as altas recentes nos preços do petróleo fazem com que possa ocorrer "supercompensação" e que isso não se alinha aos fundamentos do mercado. Desde novembro do ano passado, a cotação do Brent subiu quase 10%.

Durante a semana, finalizada em 5 de janeiro, as reservas de petróleo caíram 4,9 milhões de barris, a 419,5 milhões, quando analistas consultados pela agência Bloomberg esperavam uma redução de 3,75 milhões de barris. Mas outros disseram que a queda do dólar e os números fortes do crescimento mundial, que podem gerar demanda superior à esperada, também ajudaram na alta de preços.

Mas continua a existir preocupação sobre o nível de produção de petróleo de xisto betuminoso pelos EUA. O barril do WTI avançou 0,36%, cotado a US$ 63,80.