Instituto de Gilmar Mendes recebeu R$ 2,1 mi em patrocínios da JBS

Instituto de Gilmar Mendes recebeu R$ 2,1 mi em patrocínios da JBS

Muito antes de ser preso, acusado de omitir informações importantes aos investigadores da Lava Jato, durante acordo de delação premiada, o empresário Joesley Batista mantinha uma relação amigável com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Gilmar Mendes.

- Veja se consegue começar a me pagar o resultado do patrocínio.

Gilmar Mendes então agradece e fala que tinha "contas altas" a pagar. Gilmar também possui relação pessoal com Temer. Entre 2016 e junho deste ano, o IDP de Gilmar recebeu, em patrocínios que nem sempre foram públicos, R$ 2,1 milhões.

Em entrevista, o ministro "disse que Joesley Batista quis conhecê-lo após um pedido de patrocínio ao seu instituto", e "admite ter encontrado o empresário algumas vezes, mas garante que a relação nunca ultrapassou os limites éticos".