Justiça Eleitoral torna Eduardo Paes inelegível

Justiça Eleitoral torna Eduardo Paes inelegível

O Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro condenou, nesta segunda-feira, o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes e o deputado federal Pedro Paulo Carvalho, ambos do PMDB, por abuso de poder político e econômico na campanha à prefeitura em 2016, quando Pedro Paulo concorreu à sucessão de Paes. Além de Paes, o tribunal tornou inelegível também seu antigo secretário de governo Pedro Paulo. A ação foi ajuizada pela coligação Mudar é Possível (PSOL/PCB), por Marcelo Freixo e Luciana Boiteux. O Plano Estratégico sempre foi documento da Prefeitura do Rio, pertence à cidade, é de domínio público e sempre esteve acessível a qualquer candidato.

Segundo o TRE, além de Paes, o deputado federal Pedro Paulo (PMDB), aliado político do ex-prefeito, igualmente foi condenado e proibido de se candidatar por 8 anos.