Raí aceita convite e vai assumir diretoria de futebol do São Paulo

Raí aceita convite e vai assumir diretoria de futebol do São Paulo

Campeão brasileiro, do mundo e da Libertadores como jogador, Raí, 52, será o novo diretor-executivo do clube.

Já visando uma troca de comando no futebol, a cúpula são-paulina abriu conversas com Raí no final de novembro sobre a possibilidade de o ex-meia assumir um cargo alto na diretoria do clube.

Ele aceitou o convite feito pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Raí e o presidente se reuniram nesta tarde, no Morumbi, para acertar detalhes do acordo. Estou tranquilo e confiante", revelou Raí, que no primeiro semestre deste ano completou o Mestrado Executivo da Uefa para Jogadores Internacionais - o curso durou dois anos, foi apresentado em Londres e teve sete etapas em sete cidades diferentes: "Nyon, Paris, Munique, Londres, Amsterdã, Barcelona e Nova York. "É um momento bom na minha vida pessoal". Membro do Conselho de Administração e com forte apelo junto à torcida do São Paulo, Raí se distancia bastante do perfil de seu antecessor, que levantava críticas nos bastidores desde que assumiu o futebol porque não tinha experiência na área. A minha história no clube, no futebol e as minhas experiências me credenciam para fazer um grande trabalho no São Paulo. O clube ainda não definiu quem ocupará o seu lugar.

De volta à gestão do futebol tricolor, por onde passou em 2002 como coordenador, Raí terá à frente do departamento de futebol do São Paulo o desafio de resgatar a força do time no futebol nacional, abalada depois de sucessivas temporadas em baixa.

Depois da crise política que culminou na saída de Vinícius Pinotti do cargo de diretor executivo do futebol do São Paulo, o clube agiu rapidamente para repor a lacuna.

"Sempre sonhei em estar aqui, mas não imaginava que seria tão rápido", afirmou Pinotti à reportagem, em outubro.