A briga entre Google e Amazon ficou ainda mais grave

A briga entre Google e Amazon ficou ainda mais grave

"Esperamos resolver isso com o Google o mais rápido possível".

A aplicação do YouTube foi reintroduzida algumas semanas depois. mas fontes disseram ao TechCrunch que isto aconteceu porque a Amazon o fez sem consentimento da Google.

Depois de a Amazon negar um acordo para voltar a vender produtos do Google, a Alphabet, controladora do Google, anunciou que vai retirar o YouTube das plataformas de streaming da Amazon.

"Estivemos tentando chegar a um acordo com a Amazon para fornecer aos consumidores acesso aos produtos e serviços um do outro". Dada essa falta de reciprocidade, não iremos mais suportar o YouTube no Echo Show e no Fire TV.

Como podemos notar, além dos problemas relacionados ao aplicativos, a Google diz que a Amazon tem aproveitado sua loja online para alavancar as vendas dos seus próprios produtos e com isso, já não tem mais intenção em vender os produtos da Google. Mas a Amazon já não vende produtos da Google como o Chromecast ou Google Home, não disponibiliza o Prime Vídeo aos utilizadores do Google Cast, e, no mês passado, deixaram de vender alguns dos produtos mais recentes da Nest.

A briga entre as duas gigantes da tecnologia começou porque a Amazon deixou de vender dispositivos Google, como o Google Home (assistente virtual), Chromecast e Nest (sistema de segurança) em seu comércio eletrônico. Como teve o pedido negado, reagiu retirando o YouTube dos streamings da Amazon. Além disso, a nova aplicação estaria violando os Termos de Uso dos serviços da Google, uma vez que a nova aplicação utiliza também controles por voz.

Enquanto a Amazon se beneficiaria do acesso do YouTube em seus vários dispositivos de transmissão, o Google provavelmente quer que a Amazon comece a vender seus dispositivos novamente.

Os usuários do Echo Show já não poderão acessar o YouTube a partir desta semana, enquanto que os donos do Fire TV receberão notificações em breve informando que o serviço estará indisponível a partir de 1º de janeiro de 2018.

O Insanely Tech chegou ao Android!