Líder de Pezão na Alerj desiste de vaga no TCE

Líder de Pezão na Alerj desiste de vaga no TCE

A defesa de Albertassi também disse que não teve acesso ao inquérito e que as acusações contra o deputado serão contestadas.

A desembargadora Maria Inês da Penha Gaspar, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio, tinha determinado que o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), Jorge Picciani e a presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Mariana Montebello Willeman, prestassem esclarecimentos sobre a nomeação do deputado Albertassi, líder do governo na Alerj, como conselheiro do TCE-RJ. "Albertassi confia na Justiça e está à disposição para esclarecer os fatos", diz o comunicado.

Espíndola se negou a assinar a contestação à ação proposta por dois deputados do PSol e afirmou a Pezão que considerava a indicação de Albertassi inconstitucional, uma vez que a vaga aberta pertence à classe de auditores, não aos políticos.

O governador ressaltou que Albertassi ainda não foi condenado. O político informou que enviou, nesta terça-feira, um ofício a mesa diretora da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) "declinando da indicação e solicitando a devolução da mensagem 38/2017 ao governador". Vamos ter calma. E dar o direito das pessoas se defenderem. O nome de Albertassi para presidir o TCE foi aprovado por unanimidade em sabatina na última quinta-feira (9) na Comissão de Normas Internas e Proposições Externas da Alerj. Investigação não quer dizer que a pessoa está condenada.