Cavalo é 'preso' e passa a noite em delegacia

Cavalo é 'preso' e passa a noite em delegacia

Um policial militar de Sergipe autorizou, no domingo, 12, a prisão de um cavalo.

Dono do cavalo, o engenheiro civil Wiliam Francisco dos Santos disse que emprestou o animal para passear no evento. O oficial não explicou exatamente qual seria o procedimento e garantiu que o cavalo não foi maltratado.

Wiliam diz que se ofereceu para levar o animal, mas o policial se recusou e informou que ele só seria liberado nesta segunda-feira (13). Ele estava sem comida, sem água e em um espaço onde não podia ser mexer.

O tenente também frisa que o cavalo não foi vítima de maus tratos por parte dos policiais. "Ele foi colocado numa espécie de área de serviço do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) e o homem que se apresentou como seu proprietário teve autorização para disponibilizar mais água e comida para o animal até a manhã de hoje, quando a situação foi resolvida".

Sobre o processo de libertar o bicho, Williams conta que precisou da ajuda de uma ONG de proteção aos animais.

Outro lado O comandante do policiamento do município confirmou que o cavalo passou a noite na delegacia, entretanto, negou que o animal sofreu maus tratos.

À imprensa, o capitão disse que "o cavalo deu um coice na porta de um veículo, sendo utilizado como meio para cometer o crime de dano".

Sobre os danos causados pelo coice do cavalo no veículo, William informou que nesta terça-feira (14) vai comparecer à delegacia no município de Ribeirópolis, onde a dona do carro reside para acertar o pagamento dos danos. "E foi conduzido à delegacia para que fosse realizar o procedimento". "Somente hoje o proprietário do animal assinou um termo de responsabilidade sobre o dano e o cavalo, e o animal foi solto", finalizou.