Alemanha registra crescimento de 0,8% no terceiro trimestre

O crescimento da economia portuguesa perdeu alguma força.

Em termos homólogos, o PIB alemão cresceu 1% no segundo trimestre e 3,5% no primeiro.

O PIB português desacelerou da alta anual de 3% do segundo trimestre.

O crescimento no terceiro trimestre foi sustentado pelo comércio externo, já que as exportações registaram um acréscimo superior aos das importações, segundo a Destatis, bem como pelo investimento em equipamento, que disparou face ao trimestre anterior. Mas desta vez fica tudo na mesma.

O INE divulga esta terça-feira a estimativa rápida das contas nacionais do terceiro trimestre, com as previsões recolhidas pela Lusa a apontarem para um crescimento entre 0,4% de 0,8% em cadeia e entre 2,6% e 2,9% em termos homólogos.

Os primeiros resultados completos para o PIB do terceiro trimestre serão divulgados a 30 de novembro.