Reino Unido eleva nível de ameaça terrorista para máximo

Reino Unido eleva nível de ameaça terrorista para máximo

O rapaz de 18 anos foi preso sábado (16) de manhã na sala de embarque do Porto de Dover, no Sudoeste da Inglaterra, e o outro também no sábado (16) à noite no bairro de Hounslow, perto do aeroporto de Heathrow, em Londres.

Após conduzir uma reunião do comitê de emergência Cobra, a chefe de governo apontou que o nível de ameaça atual significa que um novo ataque terrorista é "altamente provável", mas não elevou o alerta ao último degrau, que prevê novos atentados de forma "iminente". "Embora estejamos satisfeitos com os progressos realizados, o nível de ameaça continua crítico".

As autoridades, responsávei pelo combate ao terrorismo, solicitaram o uso das forças armadas para complementar os recursos policiais.

May explicou que a medida é "proporcional" e permitirá a disponibilização de soldados para ajudar a polícia a reforçar a segurança no país, especialmente na rede de transporte.

O Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque em canais afiliados ao grupo extremista.

Vinte e nove pessoas ficaram hoje de manhã feridas devido à explosão de um engenho artesanal ocorrida no interior de um comboio do metropolitano de Londres, na estação de Parsons Green, na linha District, num atentado entretanto reivindicado pelo do EI, num comunicado divulgado pela Amaq, o seu órgão de propaganda. Vizinhos da região foram retirados de suas casas. Os outros quatro ocorreram perto do Parlamento britânico, na Manchester Arena, durante um show de Ariana Grande, na Ponte de Londres e, por fim, numa mesquita no norte da capital.