Morre, aos 65 anos, jornalista Marcelo Rezende

Morre, aos 65 anos, jornalista Marcelo Rezende

O site Metrópoles, de Brasília, noticiou às 18h30 deste sábado (16) o falecimento do jornalista Marcelo Rezende, que tinha 65 anos. Até pedir afastamento por conta do tratamento do câncer, o jornalista comandava o "Cidade Alerta", da rede Record. O óbito foi declarado com o ocorrido às 17h45, no Hospital Moriah, em São Paulo, onde estava internado desde terça-feira (12). Era frequente o costume de Marcelo Rezende de fazer vídeos para atualizar as pessoas que gostavam dele sobre seu estado de saúde. O âncora do "Cidade Alerta" decidiu fazer um retiro espiritual de sete dias enquanto lutava contra a doença. Portando, eu quero dizer uma coisa: "foi a melhor decisão que eu tomei", escreveu o jornalista, através das redes sociais. Ele, inclusive, falou em vídeo sobre sua recuperação.

"Muita gente vive de boato, e no meu caso até entendo, porque não é toda hora que temos uma informação. E aí a cura vai chegar.eu tenho certeza dela, porque Deus está comigo, Deus está contigo", comentou na ocasião. "E é preciso ter fé".

Em maio deste ano, Rezende revelou a descoberta do câncer durante entrevista para o "Domingo Espetacular". O casal, no entanto, estava junto desde fevereiro de 2016. Mãe da pequena Giovanna, ela mostrou apoio ao repórter, que ganhou também mensagens positivas de Geraldo Luís e Milton Neves.

Marcelo Rezende começou a carreira no extinto Jornal dos Sports, no final dos anos 60.

Ainda na cobertura esportiva, Rezende migrou para a rádio Globo e depois para o jornal O Globo, onde trabalhou como redator ao lado dos novelistas Aguinaldo Silva e Gilberto Braga. Em 1979, foi contratado pela revista Placar. Lá, ele ficou oito anos e meio. News. Na Band esteve a frente do Tribunal na TV. O jornalista também já esteve na Globo, quando apresentou o "Linha Direta", e na RedeTV!.

Na Record, comandou o "Cidade Alerta" em dois períodos: entre 2004 e 2005 e entre 2012 e 2017.