Produtor de Narcos, da Netflix, é morto a tiros no México

Produtor de Narcos, da Netflix, é morto a tiros no México

Carlos Muñoz Portal, assistente de produção da série Narcos, do Netflix, foi morto a tiros no México enquanto estava procurando por novas locações para as gravações, informa a mídia local nesta sexta-feira (15).

Carlos Muñoz Portal foi encontrado morto no carro, numa zona isolada. Segundo o jornal "El País", o corpo foi encontrado dentro de seu carro, em uma área rural no Estado do México.

Muñoz Portal tinha uma longa carreira na indústria cinematográfica e trabalhava como freelancer para a produção do Netflix. Ele havia sido contratado pela produtora Redrum, responsável por "Narcos", e já havia trabalhado em filmes como "Sicário: Terra de ninguém" (2015) e "007 Contra Spectre" (2015). As circunstâncias da morte do membro da equipa da série centrada no submundo do tráfico de droga não são ainda conhecidas.

Um amigo da vítima contou à mesma fonte que, na segunda-feira, Portal pegou no seu carro e foi para o Estado do México com o objetivo de tirar algumas fotografias para a produção.

Um porta-voz do Ministério Público mexicano afirma que não há testemunhas, porque a região é despovoada, mas que as autoridades suspeitam que ele sofreu uma perseguição. Os fatos acerca da morte dele ainda são desconhecidos e as autoridades continuam investigando.