Novo Honda Fit ganha equipamentos e fica mais caro

Novo Honda Fit ganha equipamentos e fica mais caro

Todas as versões do Honda Fit trazem, de série, freios ABS com EBD, cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes e sistema ISOFIX de fixação de cadeirinha infantil. Também será item básico o assistente de partida em rampa e faróis de neblina. Em caso de etanol, esse número parte para 116 cavalos de potência e 15,3 kgfm de torque. A dinâmica também foi aprimorada, com a adoção de uma nova caixa de direção elétrica, com motor sem escova, que melhora a resposta e a sensibilidade de condução. Ela foi retrabalhada para ficar ligeiramente mais firme no uso cotidiano, menos anestesiada.

Quase que simultaneamente com o lançamento da nova linha do Fit no mercado brasileiro, a Honda lançou lá no Japão a nova gama do Shuttle. "O plano de produção e vendas do Fit está próximo dos últimos anos, em torno de 2.500 unidades por mês".

Confira abaixo os preços e versões do Fit 2018. Há ainda uma configuração convencional com câmbio automático tipo CVT e tração dianteira ou nas quatro rodas. A diferença, no entanto, é a única com relação à versão de entrada DX. A partir do Fit Personal, todas as versões são sempre equipadas com câmbio CVT. O preço é de R$70.100. Seu comprador também pode adquirir um pacote de itens extras, que inclui câmera de ré, controle de áudio no volante, monitor de áudio de 5 polegadas e rodas de liga leve de 15 polegadas.

"Soma ar automático com comandos sensíveis ao toque, aletas no volante para trocas das sete marchas simuladas no CVT, air bags laterais, descansa-braço central, função auto para fechar os vidros dianteiros elétricos, luzes diurnas e rodas com aros de 16". Esta é a primeira vez que a montadora oferece airbags laterais em um Fit com bancos de tecido. Outra novidade é que as lanternas agora são iluminadas por LEDs e o complemento vertical que se estende pela tampa, antes meramente decorativo, agora também acende. O preço parte de R$ 80.900. Ela conta com sistema de GPS e conectividade com Apple CarPlay e Android Auto. A topo de linha EXL traz também luzes diurnas e faróis em LED.

Para-choque traseiro deixou o carro 8 cm mais comprido. A Honda diz que a medida não influencia na dinâmica do carro
Divulgação Para-choque traseiro deixou o carro 8 cm mais comprido. A Honda diz que a medida não influencia na dinâmica do carro

Nesta reestilização, a Honda optou por fazer poucas mudanças no visual do carro.

Conforme já esperado, modelo nacional seguiu as linhas mais conservadoras do Fit norte-americano, mais ajustado ao perfil dos clientes brasileiros. Com um para-choque dianteiro totalmente redesenhado, vale destacar que a grade frontal do carro ganhou um friso cromado e que possui o logotipo da marca. Na versão EX os LEDs ficam ao lado dos faróis de neblina e as demais precisarão recorrer à lista de acessórios para ter o equipamento. A partir de agora, a parte superior da lanterna, que antes era apenas um enfeite no visual do carro, passa a ser funcional. Segundo a marca, a adição de 8 cm na traseira foi para proteger a tampa do porta-malas de impactos.

O Fit 2018 será vendido em seis opções de cores: branco sólido, branco perolizado, prata metálico, cinza metálico, preto perolizado e a inédita azul boreal metálico. A versão DX conta com câmbio manual de cinco marchas.

Honda Fit Personal - R$ 68.700: adiciona repetidores de seta nos retrovisores e sistema de rebatimento dos bancos. As rodas também são de liga-leve de 15 polegadas, porém contam com desenho específico da versão. Nas versões EX e EXL, os comandos do ar-condicionado passam a ser do tipo touchscreen.