Huawei anuncia o processador Kirin 970 com foco em inteligência artificial

Huawei anuncia o processador Kirin 970 com foco em inteligência artificial

Desde a revelação do novo processador Kirin 970 até à apresentação do novo topo de gama Mate 10.

O Mate 10 e o Mate 10 Pro vão ser lançados a 16 de outubro e destacam-se pela utilização do Kirin 970, a plataforma com que a Huawei pretende bater Apple e Samsung.

Um dos trunfos do Huawei Mate 10 será sem dúvida alguma o seu potente processador, que aparentemente irá apresentar uma performance superior ao Qualcomm Snapdragon 835 e aos processadores utilizados pela Apple. "Os utilizadores terão um desempenho mais rápido, maior tempo de vida e design mais compacto", afirmou o CEO da Huawei, Richard Yu, de acordo com a Reuters. Segundo a Huawei, o novo Kirin 970, comparado com um processador quad-core, pode oferecer até 25 vezes mais de desempenho e 50 vezes mais eficiência.

No entanto, e apesar desta informação ser muito importante, o grande destaque do novo Kirin 970 é uma unidade de processamento Neural (NPU), que irá equipar o próximo smartphone com inteligência artificial. O SoC (sistema-em-um-chip) foi construído usando um processo avançado de 10nm, o chipset tem 5,5 bilhões de transistores por centímetro quadrado. A marca também revelou que estes smartphones serão alimentados pelo processador Kirin 970, que é o primeiro a dispor de uma unidade dedicada de processamento de rede neural.

"Relembrando os mais distraídos, o Huawei Mate 10 deverá apresentar um ecrã de 6" polegadas com resolução Full HD e rácio 2:1.

O novo Huawei Mate 10 poderá até fazer frente ao próximo iPhone!

No mês passado, o Twitter da Austrália da Huawei publicou uma fotografia, que mostrou o aparecimento de smartphones com câmara dupla na linha da Huawei.