Governador do Tocantins é alvo da 5ª fase da operação Ápia

Governador do Tocantins é alvo da 5ª fase da operação Ápia

O Governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB) e o Procurador Geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira, estão sendo alvos de operação da Polícia Federal na manhã sexta-feira, 18, em Palmas. Segundo o G1 Tocantins, Marcelo Miranda deve ser ouvido hoje por um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Por meio de assessoria, o governador informou que está à disposição da Justiça, Ministério Público Federal e Polícia Federal, para esclarecer quaisquer fatos, quando tiver acesso aos documentos que deram origem à operação e disse ainda que não cometeu qualquer ato ilícito.

Cerca de 40 Policiais Federais cumprem mandados de busca e apreensão e intimações.

Os pagamentos realizados entre os anos de 2011/2014 totalizaram aproximadamente R$ 730 milhões de reais, enquanto o restante, mais de R$ 120 milhões de reais foram efetivamente quitados em anos posteriores.

A operação é um desdobramento de outras duas investigações já iniciadas pela Polícia Federal (Ápia e Reis do Gado) que apuram pagamentos irregulares em obras de infraestrutura no Tocantins. Os desdobramentos da investigação já resultaram na prisão do ex-governador Sandoval Cardoso.

Segundo informações da PF, o grupo suspeito de fraudar licitações de terraplanagem e pavimentação asfáltica no Tocantins funcionava em três núcleos compostos por políticos, servidores públicos e empresários. No ano passado foi levado para prestar depoimento na sede da PF, em Palmas. A suspeita é de que o grupo tenha desviado cerca de R$ 200 milhões.