México bate Nova Zelândia na Taça das Confederações

México bate Nova Zelândia na Taça das Confederações

O México teve de suar para vencer, esta quarta-feira, a Nova Zelândia, no jogo que fechou a segunda jornada do grupo A da Taça das Confederações. O time do técnico Juan Carlos Osorio tem a vantagem do saldo de gols. Diz a teoria e, se o primeiro jogo do torneio for indicador, dirá a prática. Conseguirá, ainda assim, a equipa apresentar a coesão necessária para não se despedir desde já da prova? Mas o México se recuperou após o intervalo e Raul Jimenez conseguiu o empate aos 9 minutos. Ele recebeu na área, girou e colocou no canto direito do goleiro Marinovic. Aquino fez bela jogada pela esquerda e cruzou para o atacante Peralta apenas empurrar para a rede e dar números finais à partida. Já na parte final do encontro, Michael Boxall travou em falta um contra-ataque do México, sendo depois agarrado por Diego Reyes. Para revidar, deu uma entrada em Herrera, o que deu início a um empurra-empurra.

Perante os incidentes, o árbitro gambiano, Bakary Gassama, recorreu ao videoárbitro para analisar o lance, mas a utilização das novas tecnologias acabou por baralhar ainda mais o juiz da partida.

O jogo voltou ao roteiro esperado e os mexicanos melhoraram, enquanto a Nova Zelândia contava com a briga de Wood entre os zagueiros. Antes, a Rússia perdera para Portugal por 1 a 0, com gol de Cristiano Ronaldo, aos oito minutos de jogo. Os neozelandeses, com duas derrotas em duas partidas, estão eliminados da competição.