Manuel dos Santos "desonra o passado" e "tornou-se uma vergonha" — Costa

Manuel dos Santos

O eurodeputado começou por escrever que "os deputados socialistas do Porto votaram a candidatura de Lisboa como sede da Agência Europeia do Medicamento", o que considerou ser uma "verdadeira vergonha", destacando "Luísa Salgueiro, dita a cigana".

António Costa defendeu que Manuel dos Santos deve ser expulso do partido.

"Luísa Salgueiro, dita a cigana e não é só pelo aspecto, paga os favores que recebe com votos alinhados com os centralistas", escreveu Manuel dos Santos, minutos após um tweet em que descrevia a colega de partido nestes termos: "Desconhecida deputada em Lisboa, reside na Maia, é protegida por Costa e Pizarro e vai ser candidata à Câmara de Matosinhos".

Na rede social Facebook, o eurodeputado Carlos Zorrinho, líder da delegação do PS no Parlamento Europeu, escreveu hoje a meio da tarde que "o teor das acusações pessoais será analisado internamente".

Quanto ao termo utilizado, "cigana", Manuel dos Santos afirmou que "pode ter sido uma expressão mais ou menos infeliz mas que é o que é".

Num primeiro momento, em declarações ao PÚBLICO, o eurodeputado Carlos Zorrinho disse que Manuel dos Santos fez essas declarações noutro plano que não o de eurodeputado: "Pessoalmente, não considero que esteja a fazer essas declarações como eurodeputado", disse quando questionado se o PS irá agir perante declarações racistas de um eurodeputado eleito nas suas listas. Uma vergonha de MEP",

Entretanto, a distrital do PS/Porto retirou a sua confiança política a Manuel dos Santos, considerando em comunicado que "não pode tolerar que o exercício da liberdade seja confundido com o insulto gratuito e com a negação dos valores socialistas". A federação distrital do Porto decidiu mesmo retirar a confiança política ao eurodeputado.

"Não respondo a grupos organizados das redes sociais, dedicados a reverter (excelente expressão) afirmações fora de contexto para ataques", reagiu o eurodeputado, complementando de seguida com novo tweet: "Podem continuar se quiserem: não me demovem nem me atemorizam". Como Presidente da Delegação do PS no...

O SOS racismo vai mais longe e considera que as declarações são "racistas e misóginas".

Criticado fora do partido, Manuel dos Santos atacou também comentadores.

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, o socialista Pedro Nuno Santos, diz que "o comportamento de Manuel dos Santos é indigno de um socialista" e defende que "o partido deve ter tolerância zero" para com o eurodeputado.